10/05/2019

Finlandeses podem ter descoberto a Força dos Jedi

Redação do Diário da Saúde
Sisu: Finlandeses podem ter descoberto a Força dos Jedi
A pesquisadora Emilia Lahti afirma ter explorado o conceito de sisu atravessando a Nova Zelândia a pé em 50 dias.
[Imagem: Johanna Merenheimo]

Energia humana

Você sabe é o que sisu?

Esta é considerada "a palavra que explica a Finlândia" - seu povo, seus costumes, sua ética, sua forma de encarar e lidar com as coisas e, mais do que isso, se baseia em uma espécie de energia universal que existe em cada pessoa.

Apesar de tamanha importância, poucos se atrevem a traduzir sisu para outros idiomas, uma vez que, mesmo para os finlandeses, tem sido difícil definir o termo em toda a sua amplitude.

Por isso, pesquisadores da Universidade de Aalto (Finlândia) decidiram lançar um esforço para "quebrar" esse constructo cultural de uma maneira sistemática, para tentar descrever o fenômeno universal de energia oculta no sistema humano que a palavra sisu nomeia.

"Sisu é uma palavra finlandesa que remonta a centenas de anos e uma qualidade que os finlandeses prezam, mas o fenômeno em si é universal," explica a professora Emilia Lahti. "Observar atentamente o conceito nos lembra que, como seres humanos, não apenas somos todos vulneráveis diante da adversidade, mas compartilhamos uma força interna inexplorada que pode ser acessada em tempos adversos".

Sisu

Em seu estudo, Lahti analisou mais de 1.000 respostas de finlandeses e outros estudiosos do sisu sobre o que o conceito significa - bem como se ele seria inerentemente uma coisa boa.

Um dos aspectos mais proeminentes que apareceu nos dados refere-se a uma perseverança extraordinária; em outras palavras, a capacidade de um indivíduo de superar as limitações preconcebidas, mental ou fisicamente, acessando reservas de energia armazenadas nele próprio.

Lahti também constatou que o conceito surge nas respostas como uma abordagem consistente e corajosa de agir contra probabilidades mínimas, em alguns casos aparecendo aos entrevistados quase como uma fonte de poder "mágico" que pode ajudar a superar desafios tremendos, sejam eles escolhidos pela pessoa, como correr uma maratona, seja algo inesperado, como um problema de saúde.

É difícil descrever completamente o sisu, mas, de acordo com o estudo, o conceito denota uma força latente interna que leva a pessoa adiante quando ela poderia acreditar ter atingido seu limite. É quase como um tanque reserva de gasolina, explica Lahti: seus benefícios surgem graças à adversidade, não apesar da diversidade.

Sisu e a Força dos Jedi

A semelhança com o conceito de "Força" dos Jedi da saga Guerras nas Estrelas é impressionante. E, como na ficção, há também um lado sombrio da Força - sisu nem sempre é para melhor.

Ficou claro, a partir das entrevistas, que muito sisu pode resultar em esgotamento, exaustão, desconexão e até mesmo criar uma atitude impiedosa à medida que o indivíduo impõe seus próprios padrões rígidos aos outros.

Parece que o sisu não é bom nem ruim, mas uma ferramenta que você deve aprender a dominar - mesmo que não tenha um sabre de luz.

"O sisu vai nos ajudar a dar o próximo passo - ou o primeiro - mas o resultado dessa ação dependerá de como o usamos. Nesse sentido, o sisu pode ser construtivo ou destrutivo. Precisamos de sisu, mas também precisamos de coisas como benevolência, compaixão e honestidade com nós mesmos. O estudo é basicamente um convite para falar sobre equilíbrio," concluiu Lahti.


Ver mais notícias sobre os temas:

Felicidade

Meditação

Sentimentos

Ver todos os temas >>   


  

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2018 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.