06/06/2019

Melhor amigo do vírus da gripe não é o frio, é a baixa umidade

Redação do Diário da Saúde

Baixa umidade e gripe

Pesquisadores da Universidade de Yale (EUA) identificaram uma das principais razões pelas quais as pessoas têm mais probabilidade de adoecer e até mesmo morrer de gripe durante os meses de inverno: a baixa umidade.

Embora os especialistas já soubessem que o frio aumenta a probabilidade de transmissão do vírus da gripe, não se sabe tanto sobre o efeito da diminuição da umidade nas defesas do sistema imunológico, particularmente contra a infecção pelo vírus da gripe.

Akiko Iwasaki e seus colegas decidiram explorar a questão usando camundongos geneticamente modificados para resistir à infecção viral de forma similar aos humanos. Os animais foram todos alojados em câmaras à mesma temperatura, mas com umidade baixa ou normal. Eles foram então expostos ao vírus da influenza A.

Os resultados mostraram que a baixa umidade dificultou a resposta imunológica dos animais de três maneiras:

  • Evitou que os cílios, que são estruturas semelhantes a pêlos nas células das vias aéreas, removessem partículas virais e muco.
  • Reduziu a capacidade das células das vias aéreas de reparar os danos causados pelo vírus nos pulmões.
  • Os interferons falharam no ambiente de baixa umidade - interferons são proteínas sinalizadoras liberadas por células infectadas por vírus para alertar as células vizinhas da ameaça viral.

Controlar a umidade do ambiente

Esta é a primeira explicação mais direta sobre por que a gripe é mais prevalente quando o ar está seco.

"É bem sabido que, onde a umidade cai, ocorre um pico na incidência e mortalidade pela gripe. Se nossos resultados em camundongos se sustentarem em humanos, nosso estudo fornece um possível mecanismo subjacente a esta natureza sazonal da doença da gripe," disse Iwasaki.

A equipe enfatiza que a umidade não é o único fator que leva aos surtos de gripe, mas é um fator importante que deve ser considerado durante a temporada de inverno, principalmente porque é uma variável ambiental que permite uma ação corretiva.

Por exemplo, aumentar o vapor de água no ar usando umidificadores - em casa, na escola, no trabalho e até em ambientes hospitalares - é uma estratégia em potencial para reduzir a infecção pela gripe ou seus sintomas e acelerar a recuperação, disseram os pesquisadores.

O estudo foi publicado na revista Proceedings da National Academy of Sciences (PNAS).


Ver mais notícias sobre os temas:

Vírus

Alergias

Epidemias

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.