19/07/2019

Derivado da maconha funciona como antibiótico superpotente

Redação do Diário da Saúde
Derivado da maconha funciona como antibiótico superpotente
Os efeitos medicinais da maconha estão abrindo caminho para o desenvolvimento de tratamentos para uma série de condições, de tumores até o Mal de Parkinson. O primeiro medicamento à base de maconha foi autorizado nos EUA no ano passado.
[Imagem: USFWS]

Canabidiol como antibiótico

Pesquisadores australianos descobriram que o canabidiol é ativo contra bactérias gram-positivas, incluindo aquelas responsáveis por infecções graves, como a Staphyloccocus aureus e a Streptococcus pneumoniae.

Na verdade, a potência antibacteriana desse derivado da maconha (Cannabis sativa) é semelhante à dos antibióticos mais utilizados na prática médica, como a vancomicina ou a daptomicina.

Entre as superbactérias que estão ganhando o jogo contra os antibióticos atuais estão justamente a MRSA (Staphylococcus aureus resistente à meticilina) e a VRE (Enterococcus resistente à vancomicina).

O canabidiol, o principal composto químico não-psicoativo extraído das plantas de cannabis e cânhamo, está atualmente aprovado para o tratamento de uma forma de epilepsia e está sendo investigado por várias outras condições médicas, incluindo ansiedade, dor e inflamação.

Embora existissem dados limitados sugerindo que o canabidiol podia matar bactérias, o fármaco ainda não foi completamente investigado por seu potencial como antibiótico.

Antibiótico contra resistência bacteriana

A equipe do Dr. Mark Blaskovich, da Universidade de Queensland (Austrália), descobriu que o canabidiol, além de ser notavelmente eficaz em matar uma ampla gama de bactérias gram-positivas, incluindo bactérias que se tornaram resistentes a outros antibióticos, não perde a eficácia mesmo após um tratamento prolongado.

"Dados os efeitos anti-inflamatórios documentados do canabidiol, os dados de segurança existentes em seres humanos e o potencial para vias de entrega variadas, ele é um novo antibiótico promissor que vale a pena ser investigado," disse o Dr. Blaskovich. "A combinação de sua atividade antimicrobiana inerente e o potencial para reduzir os danos causados pela resposta inflamatória às infecções é particularmente atraente."

De particular interesse é o fato de que a droga reteve sua atividade contra bactérias que se tornaram altamente resistentes a outros antibióticos comuns. Sob condições de exposição prolongada, que levam à resistência contra a vancomicina ou a daptomicina, o canabidiol não perdeu eficácia. O canabidiol também foi eficaz na destruição de biofilmes, uma forma física de crescimento de bactérias que leva a infecções difíceis de tratar.


Ver mais notícias sobre os temas:

Medicamentos Naturais

Plantas Medicinais

Infecções

Ver todos os temas >>   

A informação disponível neste site é estritamente jornalística, não substituindo o parecer médico profissional. Sempre consulte o seu médico sobre qualquer assunto relativo à sua saúde e aos seus tratamentos e medicamentos.
Copyright 2006-2019 www.diariodasaude.com.br. Todos os direitos reservados para os respectivos detentores das marcas. Reprodução proibida.